JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

CNRT VAI SER “OPOSIÇÃO CONSTRUTIVA”, MAS PODE APOIAR GOVERNO TIMORENSE DE COLIGAÇÃO

CNRT VAI SER “OPOSIÇÃO CONSTRUTIVA”, MAS PODE APOIAR GOVERNO TIMORENSE DE COLIGAÇÃO

Díli, 18 ago (Lusa) – O CNRT, segundo partido timorense, vai ser uma “oposição construtiva” no Parlamento Nacional, onde apoiará a próxima coligação de Governo, liderada pela Fretilin, em assuntos de interesse nacional e de Estado, garantiram os líderes dos dois partidos.

“O CNRT tomou a decisão de ser uma oposição construtiva mas também foi dada a garantia de que em assuntos de interesse nacional e de Estado apoiarão o Governo para garantir a estabilidade. A Fretilin respeita a decisão, num principio de incidência parlamentar, a bem do futuro do país”, disse aos jornalistas o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri. Xanana Gusmão, presidente do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT), saudou o facto da Fretilin respeitar a decisão do seu partido se manter na oposição. “Mas em questões de interesse nacional queremos contribuir positiva e construtivamente. É uma política que temos vindo a seguir desde 2013 em que discutíamos os problemas e procurávamos consenso”, afirmou ainda. Mari Alkatiri e Xanana Gusmão falavam aos jornalistas depois de uma reunião de cerca de 80 minutos de delegações dos dois partidos mais votados nas legislativas, a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin) e o Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT). Alkatiri confirmou que os três partidos que vão formar a coligação de governação – Fretilin, Partido Libertação Popular (PLP) e Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) – decidiram já, em conjunto, que Xanana Gusmão e a sua equipa continuarão a liderar as negociações com a Austrália sobre fronteiras marítimas. “Esta posição não é da Fretilin é da coligação. Não vamos mudar o chefe de equipa, não vamos mudar a equipa”, afirmou Mari Alkatiri. “É um assunto complexo e agradeço imenso a confiança que a coligação depositou em mim, declarando que vou continuar e no dia 22 sigo para uma nova ronda negocial”, acrescentou Xanana Gusmão. Questionado pela Lusa sobre receios de que militantes ou apoiantes do CNRT que estão na administração publica possam fazer bloqueio à ação da coligação de Governo, Xanana Gusmão garantiu que o partido estará atento a essa questão. “Tudo faremos para que isso não aconteça e ainda hoje falamos sobre isto, porque o nosso Estado é um Estado ainda frágil e por isso todo esforço que a Fretilin está a fazer – e para que nós estamos a tentar contribuir ao máximo – é para garantir uma transição democrática”, disse Xanana Gusmão. “Queremos que a cultura democrática seja sólida. Temos aqui uma sociedade ainda muito necessitada e temos que atuar nisto”, considerou ainda. Questionados sobre o facto do resultado eleitoral – os dois partidos tiveram uma diferença de menos de 0,3 pontos percentuais – ter sido aceite por todos sem qualquer polémica, ambos reiteraram o seu empenho na estabilidade. “Não queremos dar lições a ninguém. A nossa contribuição é para resolver os nossos problemas”, disse Alkatiri. “Se isso puder ser aproveitado por outros países, mais frágeis que nós, ficamos imensamente satisfeitos”, acrescentou Xanana Gusmão. A reunião de hoje das lideranças dos dois partidos foi a primeira desde as eleições em que participou Xanana Gusmão. Mari Alkatiri e Xanana Gusmão encontraram-se pela primeira desde as eleições de 22 de julho na passada segunda-feira, num encontro convocado pelo Presidente da República, Francisco Guterres Lu-Olo, que decorreu sem imagens ou declarações aos jornalistas, que foram impedidos de entrar no complexo da Presidência. Encontros técnicos estão a decorrer hoje e sábado para definir organigrama, formato e outros aspetos do Governo devendo uma delegação dos líderes da Fretilin, PLP e KHUNTO apresentar na terça-feira ao Presidente da República o nome do próximo primeiro-ministro. Tudo indica que esse cargo deverá ser ocupado por Mari Alkatiri, secretário-geral da Fretilin. A composição do Governo deverá ser conhecida na semana seguinte e a tomada de posse deverá ocorrer nos primeiros 10 dias de setembro.

Lee hotu :   Trudeau simu presidenti Italia Mattarella iha Canada hodi hala’o vizita durante semana ida ( Video )

Lusa/Fim

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
AETL HALA’O MISA AÇÃO DE GRAÇA

Asosiasaun Enfermeiru Timor Leste (AETL) hala’o...

MOTORISTA KEIXA AMD BA PDHJ NO KAK

Motorista mikrolet 04,07 no 08 iha...

TL OFISIALMENTE SAI MEMBRU WOSM

Liu husi konferensia Alto Nivel Word...

Close