JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

MARI ALKATIRI DEVERÁ SER INDIGITADO PRIMEIRO-MINISTRO TIMORENSE NAS PRÓXIMAS HORAS

MARI ALKATIRI DEVERÁ SER INDIGITADO PRIMEIRO-MINISTRO TIMORENSE NAS PRÓXIMAS HORAS

Díli, 13 set (Lusa) – Mari Alkatiri deverá ser indigitado ainda hoje para o cargo de primeiro-ministro pelo chefe de Estado de Timor-Leste, Francisco Guterres Lu-Olo, que gostaria de ver o Executivo tomar posse na sexta-feira.

A indigitação de Mari Alkatiri é formalizada num decreto presidencial que poderá ser assinado “ainda hoje ou o mais tardar amanhã [quinta-feira] de manhã”, disse à Lusa fonte da Presidência timorense.
A candidatura de Alkatiri, secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), foi hoje apresentada ao chefe de Estado, num encontro com a liderança da Fretilin e do Partido Democrático (PD), momentos depois de assinarem um acordo de coligação para o Governo nos próximos cinco anos.
À saída do encontro com o chefe de Estado, Mari Alkatiri disse que vai fazer o esforço para que o Governo possa ser empossado na sexta-feira.

“O Presidente nomeia o primeiro-ministro e depois cabe ao primeiro-ministro formar Governo. Vamos fazer esforço para que a tomada de posse possa ocorrer no dia 15”, afirmou.
“O Presidente faz questão de que o comando legislativo comece dia 15 e que o Governo também comece a 15”, disse, referindo que o Governo pode não estar totalmente preenchido até essa data, mas que terá “os elementos principais”.

Apesar de, para já, o acordo ser apenas entre a Fretilin e o PD, Alkatiri garantiu que “o acordo é dinâmico” e continuará aberto a eventual participação de membros do Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO).
“Assinámos os dois, mas as portas continuam abertas para que, mesmo com o Governo constituído, se possa criar maioria absoluta”, sublinhou.

Alkatiri disse que o afastamento do KHUNTO, até terça-feira contado como membro da coligação, se deve a “problemas internos” cujos contornos recusou divulgar.

Lee hotu :   POLÍCIA DA ESPANHA MATA A TIROS AUTOR DE ATAQUE EM BARCELONA

Apesar disso, o Governo é apoiado, não apenas pela coligação, mas pelo apoio de incidência parlamentar e até de inclusão, garantindo assim “estabilidade governativa” para os próximos cinco anos, frisou Mari Alkatiri.
Mariano Sabino, presidente do PD, garantiu que o partido não apresentou qualquer exigência sobre participação no Governo, mantendo a posição firme de “viabilizar e apoiar o Estado”. “Não apresentámos qualquer exigência”, sublinhou.

Noutro âmbito, Alkatiri rejeitou o que considerou ser uma nova tentativa de causar polémica com a sua religião – é muçulmano num país de maioria católica -, assunto trazido hoje à primeira página num dos maiores jornais do país, o Timor Post.

“A minha religião é privada. Sou fundador desta nação, deste país. A minha religião não tem nada a ver. As pessoas usam a religião quando não têm argumentos políticos, razões políticas”, afirmou.

Lusa/Fim

 

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
KOMUNIDADE HUSU GOVERNU MONTA SEGURANSA IHA ÁREA CRISTO-REI

“Hanesan vizitante ne’ebé maka loron Domingu...

MUTL HALO ASAUN SOLIDARIEDADE APOIA VITIMA INSENDIO

Movimentu Universitariu Timor-Leste (MUTL) halo asaun...

FC BASEL MAREK SUCHY REKOÑESE MENCESTER UNITED HANESAN EKIPA FORTE

Kapitaun Ekipa FC BASEL Marek Suchy...

Close