JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Presidente da República aborda situação política do país com Embaixador do Brasil

Presidente da República aborda situação política do país com Embaixador do Brasil

O Presidente da República, Francisco Guterres ‘Lu-Olo’, abordou a questão da situação política timorense com o Embaixador do Brasil em Timor-Leste.

“O Presidente da República convidou-me para uma conversa assim como os demais embaixadores aqui em Timor-Leste para dar a sua opinião sobre a situação política atual do país. A questão do impasse que verificamos no país”, disse na segunda-feira (11-11) o Embaixador do Brasil em Timor-Leste, Aldemo Serafim Garcia Junior, no Palácio Presidencial.

Para Aldemo Serafim Garcia Júnior, as eleições antecipadas não são a melhor solução para Timor-Leste acabar com a incerteza política.

“Eu acho que a melhor forma é continuar o diálogo entre o Presidente da República e a Aliança de Mudança para o Progresso para se tentar encontrar uma solução”, disse.

O diplomata afirmou ainda que as eleições antecipadas têm um elevado custo, mobilizando as forças da nação, e os resultados das eleições não seriam diferentes dos anteriores.

“A política é a arte do possível. No meu ponto de vista, tem de haver uma composição, se a questão está nos nove membros. Talvez se pudesse chegar a meio termo. O Presidente aceitava quatro nomes e pedia ao Primeiro Ministro ou AMP para trocar cinco membros diferentes. Assim, as duas partes sairiam de certa forma ganhando e se tentaria acabar com esta questão política e partir para uma nova fase do desenvolvimento de Timor-Leste”, referiu.

O embaixador referiu ainda que o sistema de semipresidencialismo e parlamentarismo “não são os mais adaptados a um país em desenvolvimento” e que o presidencialismo evitaria crises.

“Por que evita crises?  Porque o presidente é eleito de quatro a cinco anos e pode ser reeleito. Então o mandato é um mandato fixo, sem que haja duas figuras, o Primeiro-Ministro e o Presidente”, afirmou.

Lee hotu :   Dom Basilio fiar programa Governu aprovadu

O diplomata espera que o problema de Timor-Leste seja resolvido com muito diálogo entre o Presidente da República e o Primeiro-Ministro. (Oct)

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
PR Lú Olo husu atleta sira hatudu espíritu disiplina iha SEA GAMES 2019

Prezidente Repúblika Francisco Guterres Lú Olo,...

Mark Clark apresia esforsu Xanana rezolve disputa FM

Diretór Gabinete Asuntu Marítima Sudeste Aziátiku...

La pasa iha ezame pasajen eskalaun, Funsionáriu EDTL greve hasoru Governu

Funsionáriu Públiku (FP) atus ida resin ne’ebé...

Close