JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

AIFAESA contribuiu em janeiro com 6.300 dólares para cofres de Estado

AIFAESA contribuiu em janeiro com 6.300 dólares para cofres de Estado

A Autoridade de Inspeção e Fiscalização da Atividade Económica, Sanitária e Alimentar, (AIFAESA) contribuiu, em janeiro, com 6.300 dólares para os cofres de Estado. As receitas foram arrecadadas no âmbito de ações de fiscalização efetuadas em várias lojas e restaurantes de Díli.

As informações foram reveladas ao Semanário, nesta segunda-feira (17/02), pelo Coordenador da AIFAESA, Abílio Sereno, no seu local de trabalho, no Matadouro.

Segundo o responsável, foram alvo de fiscalização 408 pequenas superfícies comerciais e restaurantes, 117 dos quais cometeram infrações.

“Durante as ações de fiscalização, foram detetadas várias infrações em 117 empresas. Como consequência, os infratores foram obrigados a pagar coimas às autoridades, contribuindo, deste modo, com 6.300 dólares para os cofres do Estado, no mês de janeiro”, avançou.

Abílio Sereno recordou ainda que a AIFAESA continua a não dispor de um laboratório para realizar testes aos produtos alimentares, em particular os enlatados com origem chinesa.

O coordenador referiu, por isso, que, apesar de a instituição manter uma cooperação com outras entidades para proceder aos testes, a atividade encontra-se atualmente parada, o que foi motivado pelo facto de o país viver em regime de duodécimos.

“O orçamento destinado à realização dos testes laboratoriais não foi aprovado, prejudicando, assim, as nossas atividades. A nossa equipa de fiscalização está a trabalhar não apenas de dia, mas também à noite. Não dispomos, no entanto, de qualquer laboratório para podermos efetuar as análises aos alimentos provenientes da China. Alertamos, por isso, a população e cooperamos também com a Organização Mundial da Saúde para ver a questão da falta de laboratório”, afirmou. Ina

 

Lee hotu :   SEJT sei limita traballador estranjeiru ■Nain 3.158 mak servisu iha TL

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
Faustino da Costa: Venda de veículos à beira da estrada pode causar acidentes

O Comandante-Geral da Polícia Nacional de...

UPF sei uza Drone kontrola fronteira

Komandante Unidade patrullmentu Fronteira (UPF)  Superintendente...

Lere konkorda reativa GAM

Xefe Estadu Maiór F-FDTL Majór Jenerál...

Close