Ângela Freitas: ‘Lú Olo’ e ‘Taur’ já não estão em idade ativa

Ângela Freitas, a porta-voz do Grupo de Resistência Nacional para a Defesa da Justiça e Constituição (GRNDJC), disse que o Presidente da República, Francisco Guterres ‘Lú Olo’, e o Primeiro-Ministro, Taur Matan Ruak, já não merecem governar este país, pois considera que já “estão em idade não ativa e violaram a Constituição”.

“Vamos enfrentar problemas, se continuarmos a usar os nossos líderes em idade não ativa. Por isso, chegou o tempo de as nossas ‘mães’ e irmãos em idade não ativa se reformarem a fim de darem oportunidade de governação à nova geração. Caso não o façam, isto significará uma incompetência do Chefe de Estado na resolução dos problemas do país”, disse a porta-voz, esta quarta-feira (26/08), em conferência de imprensa, aos jornalistas, na sede do GRNDJC, no Bairro Formosa, Díli.

Segundo Ângela Freitas, os líderes deste país têm desrespeitado a Constituição da República Democrática de Timor-Leste (CRDTL).

“Eles têm violado a Constituição. Pedimos, como tal, que se consciencializem para que evitem atitudes de abuso de poder conforme a sua vontade e gosto, visto que esta nação tem as suas próprias regras. Uma destas é a Constituição, que orienta os líderes na governação”, referiu.

Ângela Freitas pediu, de igual modo, ao Chefe de Estado que se demita por livre vontade e dê oportunidade a outros elementos da resistência para liderarem o país.

Segundo os dados provisórios obtidos pelo Semanário, cerca de 200 mil pessoas irão participar na manifestação pacífica de protesto contra ‘Lú Olo’ e Taur Matan Ruak, agendada para o próximo dia 4 de setembro deste ano.

Os locais determinados pelo GRNDJC para a realização da ação, antes da entrega de petição ao Chefe de Estado, recaíram no campo de Becora, local anteriormente utilizado pela ex-companhia do Batalhão 744 do exército indonésio, e em Taci Tolu.

Já o padre Francisco Fátima dos Santos, padre capelão do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV), pediu “a Deus Omnipotente que abençoe, ajude e dê sucesso ao GRNDJC durante a sua manifestação pacífica”. Tos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *