JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Quase metade dos doentes timorenses com VIH-SIDA sem tratamento

Quase metade dos doentes timorenses com VIH-SIDA sem tratamento

Cerca de 48% dos atuais doentes com o Vírus da Imunodeficiência Humana associado ao Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (VIH-SIDA) não fazem tratamento, segundo dados facultados pelo Chefe do Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde (MS), David Verdial.

O responsável revelou que Timor-Leste registou, de 2003 a julho deste ano, 1.194 casos de VIH-SIDA, sendo que 143 pessoas, o equivalente a 12% dos infetados, perderam a vida. Entre os atuais 1.051 doentes, recebem apenas tratamento com antirretrovirais 545, cerca de 52%.

“Não é um vírus como o da covid-19. No entanto, podemos considerar que o número de portadores do VIH-SIDA é grande. Os residentes da capital sentem que nada está a acontecer”, afirmou David Verdial aos jornalistas, na passada quinta-feira (29/10), após a participação no seminário nacional, intitulado “Juntos combatemos o VIH-SIDA em Timor-Leste”, no salão da Congregação Dominicana, em Bidau.

Também o Secretário-Executivo da Comissão Nacional de Combate ao VIH-SIDA em Timor-Leste (CNCS-TL), Atanásio de Jesus, disse que a CNCS-TL possui um papel relevante na divulgação de informação associada à luta contra o vírus junto dos estudantes.

Fez, contudo, um apelo aos alunos que disseminassem posteriormente as informações em causa junto da sua comunidade.

“Há cinco meses que não divulgamos informações sobre a prevenção do VIH-SIDA junto da população devido à pandemia do novo coronavírus. Não podemos esquecer que o VIH mata em silêncio. Caso não previnamos e combatamos agora a doença, muitos timorenses morrerão por causa do vírus”, lamentou.

Na mesma linha, o Presidente da Fundação Klibur da Universidade São Domingos, Gaspar da Costa Pacheco, referiu a relevância de uma junção de ideias, tanto de pais como de jovens, na luta contra o VIH-SIDA em Timor-Leste.

O seminário foi realizado pelos estudantes da Universidade São Domingos e pela CNCS-TL, com vista a divulgar informações sobre a prevenção e o combate ao VIH-SIDA no país.

Recorde-se que Timor-Leste dispõe de 69 unidades de saúde, oito das quais com tratamentos antirretrovirais, entre elas a Clínica do Bairro Pité e o Hospital Nacional Guido Valadares. eni

Lee hotu :   UNTL Pratika Kompetisaun Kultural

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
Selebra loron nasionál feto, GMPTL sei realiza atividade doasaun ran no feira

Grupo Mulher Parlamentar Timor-Leste (GMPTL) sei...

Horta: Asaun karidade Xanana hanesan áktu hadomi povu

Diplomata senior, José Ramos Horta, hatete,...

Ramos Horta transforma o seu escritório de ex-titular em espaço para exposições

O ex-Presidente República, José Ramos Horta,...

Close