JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

MS já transferiu mais de 20 doentes para o estrangeiro durante EE

MS já transferiu mais de 20 doentes para o estrangeiro durante EE

O Diretor Nacional do Apoio Hospitalar e da Emergência do Ministério da Saúde (MS), Nílton da Silva do Carmo, revelou que o MS procedeu, durante o período do estado de emergência, à transferência de mais de 20 pacientes para o estrangeiro, nomeadamente para centros hospitalares da Malásia, Singapura e Indonésia, unidades onde se encontra a maioria dos doentes atualmente a receber tratamentos médicos.

“Não os transferimos para o exterior logo após o surgimento do primeiro caso ativo de covid-19 no país. Realizámos, no entanto, após três meses, a sua transferência. A Junta Médica do Hospital Nacional Guido Valadares (HNGV) mantém atualizados os dados dos doentes [que necessitam de cuidados médicos no estrangeiro], mas, infelizmente, não os podíamos transferir para a Malásia e Singapura, porque não preenchíamos os requisitos para entrada nestes países. Isto foi muito complicado”, recordou Nílton ao Semanário, na semana passada, no Hotel Novo Turismo.

Nílton afirmou ainda que, além destes pacientes, outros 20 estão neste momento em fase de preparação para serem encaminhados para o estrangeiro, aguardando apenas a abertura das linhas de fronteiras.

“Como é sabido, [durante o estado de emergência], tem estado praticamente encerrado o espaço aéreo assim como as fronteiras terrestes. É permitida a circulação de pessoas e bens duas ou três vezes por mês, de acordo com o horário de abertura das fronteiras. Este cenário contribui também para a redução do número de transferência de pacientes para o exterior”, referiu.

O responsável acrescentou que a maioria dos doentes, entre eles veteranos, sofre de várias patologias que não podem ser tratadas em Timor-Leste. Recordou, no final, que se registou, durante o período da crise provocada pela covid-19, a morte de seis pacientes timorenses no estrangeiro. sam

Lee hotu :   Lakon direitu toba-fatin sai viral iha MedSos, Governu konsidera informasaun husi família pasiente falsu

Add to Comments Here!!!!

error: Content is protected.
Secured By miniOrange
You might also like:
Reitor da UNPAZ: Economia de TL cai 6%

O Reitor da Universidade da Paz...

Daniel do Carmo: Governo falha na preparação da distribuição da Cesta Básica

O Diretor-Executivo do Fórum das Organizações...

Ladún partisipa iha loron boot, Gregório: Hamenus valor luta ba ukun rasik-an

Prezidente Komite 12 Novembru, Gregório Saldanha,...

Close